Precious Brazil

Começa hoje e vai até o dia 20 a Hong Kong Jewellery & Gem Fair, um dos eventos mais importantes do setor de joias e pedras preciosas do mundo. Com expectativa de atrair mais de 50 mil visitantes e a reunir cerca de 3.700 expositores, a feira contará com 34 empresas apoiadas pelo Precious Brazil, projeto setorial desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

As exportações brasileiras para Hong Kong subiram 21% de janeiro a agosto de 2019, quando comparadas com o mesmo período do ano anterior, sendo o carro-chefe as pedras preciosas lapidadas. “Os números desmistificam a máxima de que o Brasil fornece essencialmente pedras brutas para a indústria joalheira asiática”, explica Clarissa Maciel, gerente do Precious Brazil. “Reforçam ainda os princípios trabalhados na marca do projeto quanto à excelência da lapidação brasileira”.

É o que destaca Vitoria Melo, presidente da Art Ouro, empresa especializada em gemas coradas naturais brutas e lapidadas de forma artesanal. “O projeto é um importante marco na identificação do Brasil como exportador de gemas finas”, diz. Em Hong Kong, os destaques da companhia são turmalina paraíba, água-marinha e rubelita. Para Marco Nascimento, proprietário da empresa Manoel Nogueira, contar com o apoio e organização do Precious Brazil dá seriedade à participação do país no evento. Entre os destaques para esta edição estão água-marinha, topázio imperial, rubelita, turmalina verde, turmalina bicolor, turmalina rosa, turmalina paraíba, kunzita, morganita e esmeralda.

Segundo Marcelo Ribeiro, vice-presidente da Belmont Mineração, a demanda por esmeraldas está em alta e a empresa vai para o evento com grandes expectativas. “A edição de setembro de Hong Kong é a feira mais importante para o nosso setor em volume de vendas”, explica. “A nossa nova coleção de esmeraldas lapidadas, diretamente da mina para a indústria joalheira da Ásia, está com um brilho muito intenso e o verde puro característico das pedras do Brasil”. Para o empresário, o Precious Brazil tem ajudado ainda, por meio de seu branding, a elevar a percepção de valor da produção brasileira. “O projeto deixou de ser um simples meio para subsidiar a participação em feiras, para ser um agente de fomento de capacitação e evolução das empresas exportadora”, diz.

Para o Peter Valicek, diretor geral da empresa de gemas de alta qualidade e lapidação diferenciada que leva o seu nome, o projeto fortalece a imagem das empresas brasileiras no exterior e desperta o interesse dos compradores internacionais. “A feira Hong Kong Jewellery & Gem Fair é um dos principais eventos para o calendário do setor e continua a atrair um público verdadeiramente importante”, conclui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s